Queixas no Procon-PE crescem 25% no primeiro semestre de 2014



Produtos com defeitos, questões relativas ao sistema financeiro (cartões de crédito e empréstimos) e serviços essenciais (água, luz e telefonia) lideram o número de reclamações no Procon-PE. O volume de queixas cresceu 25% no primeiro semestre de 2014 se comparado ao mesmo período do ano passado. De janeiro e junho deste ano, foram registradas aproximadamente 40 mil atendimento, dos quais cerca de 14 mil foram acatadas como reclamação. Desse total, 90% foram revertidas em acordos favoráveis ao reclamante.

Para coibir os abusos cometidos pelas empresas e assegurar o direito do consumidor, o Procon-PE, ampliou o sistema, abrindo novas unidades físicas – que hoje somam 58 pontos de atendimento em todo o Estado –, além de um sistema móvel, composto por duas unidades e que são responsável por levar às comunidades e bairros da Região Metropolitana do Recife e do Interior, equipes capacitadas no atendimento e registro de queixas.

De acordo com o presidente do Procon-PE, José Rangel, os consumidores pernambucano sabem que pode contar com o Procon-PE, sobretudo com a ampliação de sua presença em todas as regiões do Estado. “O aumento no número de reclamações, quando comparado os dois primeiros seis meses de 2013 e 2014, foi motivado principalmente pelo desrespeito que algumas empresas ainda têm com o cliente”, destacou.

Fonte: Casa Civil de Pernambuco com informações do Procon-PE

Fotos: Divulgação/Procon-PE

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagens para dia da Mulher - 8 de março